quarta-feira, 15 de junho de 2016

Talvez

Talvez se eu não tivesse aparecido,
 ou não houvesse meios de tentar, 
talvez eu fosse covarde de assumir o que sinto, 
porque talvez você não quisesse o mesmo,
e se você  tivesse ficado? 
Mesmo que por conveniência,
 talvez eu tivesse aparecido na hora certa falando o que você precisava ouvir, 
talvez eu não fosse nada além disso, 
E minha estranheza  se de ao fato de
talvez eu não saiba lidar com a vida e com o que sinto...
Talvez, apenas talvez.
Eu continue porque te amo e você permaneça talvez pelo mesmo fato.

0 comentários:

Postar um comentário